Confira 4 tipos de clareamento dental e descubra o melhor para você


Possivelmente você já deve saber que existem diferentes tipos de clareamento dental, não é verdade? Apesar de todos os procedimentos terem como objetivo principal a recuperação dos dentes manchados e amarelados em virtude da ação do tempo ou do consumo de alimentos com elevado teor de pigmentação, as técnicas são diferentes e existem opções que oferecem resultados mais efetivos e minimizam os riscos. 


Pensando nisso, vamos apresentar nesta publicação informações essenciais sobre clareamento dental para que você procure o melhor tratamento para você. É importante mencionar que para manter o sorriso sempre em harmonia e com aparência saudável, é essencial manter as consultas periódicas em dia e realizar a higienização dentária adequada diariamente. Com um sorriso bonito e saudável, o paciente também terá mais autoestima e bem-estar. Confira!


1. Clareamento a laser

O clareamento a laser é o tratamento mais indicado por apresentar melhor resultado, ser mais rápido (cerca de 1 hora você consegue o resultado), apresenta menos sensibilidade, mais seguro pois tem o acompanhamento do dentista.


Em casa, as pessoas não tem o controle da quantidade do material, e nem ao certo sobre o local da aplicação, podendo causar desgastes excessivos no esmalte, reabsorção da raiz do dente, e danos severos a gengiva.


O procedimento isola os lábios e a gengiva para que ocorra a aplicação de um gel clareador na superfície do dente. Depois é aplicado laser sobre a área, que permite permeabilidade maior do produto e diminui o tempo do procedimento. 


2. Clareamento convencional

O clareamento convencional é aquele realizado em consultórios odontológicos sem nenhuma luz artificial. Apesar de, em geral, ser usado o mesmo gel clareador, o resultado é bem inferior ao do laser.


3. Clareamento caseiro

O procedimento caseiro consiste na utilização de um molde de silicone que é encaixado nos dentes com um pouco do gel clareador na sua parte interna. É um processo que exige um tempo maior para os primeiros resultados e que deve ser conduzido com o auxílio de um profissional, já que é ele que orienta o paciente quanto ao tempo do tratamento, o produto utilizado e as quantidades adequadas.


Vale citar, ainda, que existem fitas clareadoras encontradas em farmácias e em alguns mercados, que nada mais são do que adesivos de fixação na superfície dentária. As fitas possuem uma pequena quantidade de agente clareador, o peróxido de hidrogênio. No entanto, é importante mencionar que seu uso também deve ser orientado por um dentista especializado, devido ao riscos como desgastes excessivos do esmalte e/ou reabsorção da raiz do dente.


4. Facetas dentárias

Apesar de a colocação de facetas dentárias não ser, de fato, um tipo de clareamento dental, elas são ótimas opções para pacientes que buscam ter um sorriso impecável. O procedimento consiste na colocação de finíssimas lâminas de porcelana sobre o dente original, tornando qualquer sorriso amarelado ou escuro em branquinho.


As facetas são confeccionadas de acordo com cada paciente e com apenas 3 dias transformam um sorriso. É interessante mencionar ainda que essa também é uma opção para quem sofre com pequenos desalinhamentos dentários.


Agora que você já sabe quais são os principais tipos de clareamentos dentais, converse com seu dentista e faça a melhor escolha para você. É elementar falar que o uso de substâncias caseiras, como bicarbonato de sódio e carvão, afeta a saúde dos dentes e não é recomendado por profissionais. Elas são altamente abrasivas e podem corroer o esmalte dentário, provocando intensa sensibilidade.


Quer ficar por dentro de outros assuntos como esse? Então, curta nossa página no Facebook e nos siga no Instagram!

MARQUE SUA AVALIAÇÃO AGORA

Ligue para o IOS!

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Instagram Branco