• Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Instagram Branco

Saúde bucal feminina: confira 5 cuidados indispensáveis

Atualizado: 17 de Ago de 2019



É bem provável que você já tenha ouvido falar que as mulheres são um turbilhão de hormônios. Nada mais natural, já que o corpo feminino passa por muitas mudanças no decorrer da puberdade, gravidez e, também, na menopausa.

O que poucas pessoas sabem é que essas alterações podem impactar na saúde bucal feminina. É isto mesmo. As variações hormonais ao longo da vida podem causar impactos distintos para o funcionamento da boca.

Se você ficou curioso, quer entender mais sobre o assunto e, de quebra, ainda, saber quais cuidados adotar para evitar as situações, não deixe de ler este post até o final. Vamos lá?!


Como as mudanças afetam a saúde bucal feminina?

A variação hormonal que a mulher vivencia ao longo da vida tem como objetivo preparar seu corpo para as mais diversas situações. Alguns períodos podem ser ainda mais críticos — e a saúde bucal é, diretamente, impactada em todos eles.

As ainda meninas, apresentam um aumento na produção dos hormônios sexuais (estrógeno e progesterona) na puberdade, causando uma prevalência de gengivite. As especies de bactérias na cavidade bucal também podem ser alteradas e pode ocorrer sangramento gengival espontâneo ou á escovação. Esses são apenas, alguns exemplos de como a saúde nas mulheres pode ser alterada.


O que fazer para evitar isso?

Se você quer saber como evitar esses transtornos, então, conheça alguns cuidados que podem lhe ajudar. Vale destacar que eles devem ser mantidos com, ainda mais afinco em períodos nos quais a mulher possa apresentar uma vulnerabilidade maior na saúde bucal.


1. Invista na escovação várias vezes ao dia

A escovação dentária é uma etapa importantíssima da higienização. Ela deve acontecer depois de cada refeição para evitar o acúmulo de restos de alimentos e, por consequência, a proliferação de bactérias bucais. Uma orientação muitíssimo importante é não deixar de escovar antes de dormir. Quando adormecemos, normalmente, nossa boca fica fechada, então, diminui o fluxo salivar que lubrifica nossos dentes, a boca fica seca. Sem a presença da saliva é criado um ambiente propicio para a proliferação de bactérias que causam a carie.


2. Use sempre o fio dental

Para garantir resultados ainda melhores, é importante entender o papel do fio dental. Ele limpa as superfícies dos dentes nas quais as cerdas das escovas não tem acesso ( as superfície entre os dentes). Ou seja, complementa a escovação, ajudando a manter a boca, ainda mais limpa. Portanto, não abra mão desse cuidado.


3. Adote uma dieta equilibrada

A alimentação tem uma influência direta nos cuidados com a boca. O recomendado é controlar a ingestão de açúcares e carboidratos simples (pães e biscoitos, por exemplo), pois costumam ser ótimos alimentos para as bactérias. Sendo assim, aposte em opções ricas em cálcio para fortalecer os dentes, como peixes, maçã e cenoura.


4. Visite o dentista regularmente

Valorize as consultas periódicas ao dentista. Se você vai ao dentista de 6/6 meses para avaliação das condições dos dentes, dos tecidos gengivais, língua e outros, você manterá seus dentes sempre bonitos e saudáveis e vai prevenir a carie, inflamações gengivais e outras doenças. O profissional mais indicado para as consultas de manutenções periodontais é um profissional especializado, o periodontista, pois ele consegue avaliar as condições reais das gengivas, ossos, língua e dentes, de maneira completa e detalhada.


5. Aprenda a escovar os dentes corretamente

Não basta escovar os dentes, é importante fazer isso da maneira apropriada. Por mais óbvia que essa dica pareça, muitas pessoas realizam esse procedimento de maneira equivocada e não dá a devida atenção a ele. Entre os fatores mais comuns, podemos destacar o exagero na pressão com a escova, além do seu uso, por vezes, incorreto, uma ação que pode provocar o aumento da recessão gengival e outros desgastes.


O que acontece quando os cuidados não são adotados?

O tema é tão importante que quem não adota esses cuidados pode, até, acabar tendo que lidar com problemas mais sérios como dor de dente, tratamento endodônticos, e perda dental. Ou situações ainda mais severas, os tecidos gengivais quando inflamados, apresentam-se permeáveis, permitindo que as bactérias bucais penetrem com mais facilidade nos tecidos, tendo acesso a corrente sanguínea, podendo se espalhar para o restante do corpo.

A gengivite, por exemplo, quando não tratada da forma correta, pode ocasionar complicações, como: problemas cardíacos, AVC (acidente vascular cerebral) e diabetes. Isso sem contar que as gestantes com doença periodontal apresentam uma chance ainda maior de partos prematuros e/ou nascimento de bebes com baixo peso. Motivos de sobra para mantermos nossa saúde bucal em dia, não é mesmo?!

Depois de ler esse artigo e entender um pouco melhor sobre a importância da saúde bucal feminina, não deixe de se manter informado com as dicas que compartilhamos aqui, no seu dia a dia. Lembre-se de que o conhecimento só traz resultados se for colocado em prática.

Para continuar se informando sobre o tema, aproveite para ler nosso post sobre a relação da saúde bucal com o empoderamento feminino. Nos encontramos por lá!

MARQUE SUA AVALIAÇÃO AGORA

Ligue para o IOS!