Saúde bucal do idoso: por que deve estar em perfeitas condições?

Atualizado: Mar 4


Exibir um sorriso bonito e saudável é possível em todas as idades: basta manter a higienização adequada, cuidar da alimentação e visitar o dentista regularmente.


Para quem já está no grupo da terceira idade, manter dentes e gengivas longe de doenças deve ser um compromisso diário. Isso porque a saúde bucal do idoso apresenta algumas particularidades, como o maior risco para problemas na cavidade oral.


Quer entender a importância de o idoso manter a saúde bucal em dia? Acompanhe nosso post!


Melhora do bem-estar e da qualidade de vida


Quadros de dor de dente ou mesmo a ausência de algum elemento dentário em indivíduos que não passaram pelo tratamento de implante ou colocaram uma prótese prejudicam o bem-estar e a qualidade de vida. Isso porque a pessoa tem dificuldades de mastigação, acaba selecionando os alimentos e pode ter problemas de nutrição. Além disso, não se sente à vontade para comer à mesa com familiares e amigos.


Com a saúde bucal em dia, o idoso consegue se alimentar normalmente, pois a mastigação é feita de maneira eficaz. Ao fazer a limpeza bucal correta e visitar o dentista de 6 em 6 meses, ele faz a prevenção, trata problemas, como cáries, e as manutenções periodontais, fazendo o controle da placa bacteriana, e mantendo a saúde gengival ao redor dos dentes e implantes.


A saúde bucal do idoso exige cuidados, pois esse grupo é mais suscetível a alguns problemas, como:


  • Doenças periodontais, como a gengivite e a periodontite, causadas pela higienização inadequada, ou pela existência de doenças sistêmicas, como o diabetes;

  • Cáries, que ocorrem devido ao descuido com a higienização bucal, e/ou muitas vezes pela limitação dos movimentos dos bracos, o que leva a dificuldade de escovação dental. Alimentação cariogênica pode levar a incidência de caries também;

  • Desgastes dentários como atrições, abrasoes que podem levar também a caries e problemas de oclusão (contato dos dentes superiores com os inferiores);

  • Cáries que ocorrem devido a boca seca (xerostomia), proveniente do uso de alguns medicamentos, o que deixa a boca mais desprotegida contra bactérias, visto que a saliva tem a função de limpar a cavidade oral;

  • Lesões nos tecidos da boca como mucosa e palato (céu da boca) causadas por próteses mal adaptadas;

  • Hiperplasia gengival (aumento da gengiva), decorrente de medicações.

Redução da sensibilidade dental


O check-up odontológico é necessário na terceira idade, pois essas pessoas podem sofrer com a retração gengival, o que deixa as raízes dos dentes mais expostas. O resultado? A sensibilidade dental, quadro que gera dor ao consumir alimentos muito quentes ou frios.


Aumento da autoestima


Por fim, exibir um sorriso bonito, livre de cáries e do mau hálito, e poder se alimentar normalmente é importante para que o idoso mantenha sua vida social. Ele vai se sentir à vontade para estar ao lado dos amigos e familiares, o que eleva sua autoestima, ou seja, os cuidados de saúde bucal farão muito bem também para sua saúde mental.


É fundamental ter atenção com a saúde bucal do idoso, pois ele corre mais riscos de sofrer com problemas nos dentes e gengivas, o que atrapalhará vários aspectos da sua vida. A dica é realizar as visitas regulares ao dentista para fazer a prevenção e receber todas as orientações referentes à escovação, aos cuidados com a prótese e com implantes (se houver) e também à alimentação.


E quanto à mulher? Descubra quais são os 5 cuidados indispensáveis para a saúde bucal feminina!

MARQUE SUA AVALIAÇÃO AGORA

Ligue para o IOS!

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Instagram Branco