• Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Instagram Branco

Principais doenças bucais que você precisa estar atento

Atualizado: 17 de Ago de 2019


Quando o assunto é o cuidado com a boca, muitas pessoas não compreendem a dimensão com a qual ele pode impactar no funcionamento do organismo. Prova disso é que não é muito comum encontrar pessoas conversando sobre os problemas desse tipo ou, ainda, sobre como prevenir cada um deles.


Pois bem, como você deve imaginar, muitos desses problemas acontecem pelo descuido com a higienização, um ponto que tem relação direta com o aparecimento de doenças bucais.


Como o conhecimento é um verdadeiro aliado para quem não quer ter que lidar com essa situação, criamos um artigo completo com as principais doenças para as quais você deve dar atenção. Se você ficou curioso, então, vamos juntos nessa!


Afinal, quais são as doenças bucais mais comuns?

Conheça as principais delas agora mesmo e, em seguida, leia as dicas que compartilhamos para você se prevenir de cada uma delas:


1. Cáries


O aparecimento da cárie dental está, sem sombra de dúvidas, entre as principais doenças bucais que merecem atenção.


As cáries são causadas pelo ácido produzido pelas bactérias da boca, que desmineraliza o dente, causando uma cavitação (buraco). As bactérias produzem o ácido a partir de restos de alimentos ou açúcar na superfície do dente.


A placa bacteriana, ou biofilme, também chamado de placa dental, é o acúmulo de bactérias sobre a superfície dos dentes. A formação dessas placas acontece quando as bactérias se acumulam ao redor dos dentes e gengivas. Então, é bom tomar cuidado e manter a saúde bucal em dia


Caso essa carie não seja tratada, progredira chegando a polpa dentaria, que é o canal do dente, provocando complicações ainda maiores, como dor, mal halito e perda dental. É isso mesmo: quando não tratada, a cárie se desenvolve e pode corroer todas as estruturas dentárias. O tratamento depende do grau da doença e pode envolver uma simples restauração ou um tratamento de canal complexo e prótese dentaria.


2. Gengivite/Periodontite

A gengivite é uma das principais complicações da placa bacteriana. Ela surge depois que as bactérias e os restos de comida se acumulam em excesso no dente, causando inflamação do tecido gengival que circunda o dente (gengiva).

A gengivite quando não tratada, pode evoluir para doença periodontal , que é a inflamação e infecção que atinge não só a gengiva, mas também o osso alveolar, (osso de suporte do dente), podendo causar a perda de dentes nos adultos. Os sintomas clássicos da gengivite incluem gengiva vermelha, inchada e sensível que pode sangrar durante a escovação, portanto, se apresentar qualquer indício ou sintoma, assegure-se de visitar seu dentista para uma avaliação adequada e determinar um plano de tratamento.

Quando a gengivite progride para uma Periodontite, a inflamação já é maior e as gengivas começam a se afastar dos dentes, criando pequenas bolsas. As bactérias ficam retidas nestas bolsas, liberando substâncias que causam mal hálito, e mais destruição da estrutura óssea que suporta o dente. Se notar algum destes sinais ou sintomas, assegure-se de procurar um Periodontista, para receber uma avaliação correta.


3. Câncer de boca

É o câncer que afeta os lábios e o interior da cavidade oral. Dentro da boca devem ser observados gengivas, bochechas, céu da boca, língua (principalmente as bordas), além da região embaixo da língua. O câncer do lábio é mais comum em pessoas brancas e ocorre mais frequentemente no lábio inferior.


Os sintomas do câncer de boca são: lesões na cavidade oral ou nos lábios que não cicatrizam por mais de 15 dias;

  • manchas/placas vermelhas ou esbranquiçadas na língua, gengivas, palato (céu da boca), mucosa jugal (bochecha);

  • nódulos (caroços) no pescoço;

  • rouquidão persistente;

Nos casos mais avançados observam-se os seguintes sintomas:

  • Dificuldade de mastigação e de engolir;

  • Dificuldade na fala;

  • Sensação de que há algo preso na garganta.


Como evitar o aparecimento delas?

Como você deve imaginar, a higienização completa é a melhor forma de prevenir situações como essas. Mantenha a escovação, ao menos, 3 a 4 vezes ao dia e adote o uso do fio dental para complementar o processo.


As consultas periódicas são importantes para avaliação não só de cárie, mas também para avaliação dos tecidos bucais, como língua e gengivas. O câncer bucal, se diagnosticado no início e tratado da maneira adequada, apresenta 80% de cura.


Outra dica importante é o cuidado com a alimentação. Uma dieta equilibrada é uma ótima forma de evitar doenças bucais e, de quebra, fortalecer os dentes. Para concluir, não abra mão de visitar o dentista regularmente. Essa é a melhor forma de evitar o aparecimento e as complicações dessas e outras doenças bucais.


Depois de ler esse post e de conhecer as principais doenças bucais para as quais você precisa estar atento, não deixe de adotar os cuidados que compartilhamos aqui e evite futuras dores de cabeça, ou melhor, dores de dente. Manter os dentes bonitos e saudáveis ajuda na manutenção da autoestima e confiança.


Para continuar se informando sobre o tema, aproveite para ler o texto sobre como as gengivas saudáveis ajudam muito na prevenção de problemas bucais. Nos encontramos por lá!

MARQUE SUA AVALIAÇÃO AGORA

Ligue para o IOS!