Confira e evite as 4 principais causas do mau hálito



Além de um sorriso bonito, uma das maiores preocupações das pessoas é a saúde bucal, mais precisamente o hálito. Isso porque ninguém quer sentir cheiro ruim ao falar ou cumprimentar alguém. Por isso, é fundamental conhecer melhor quais são as causas do mau hálito (também conhecido como halitose).


Afinal de contas, essa situação constrangedora pode atrapalhar as relações profissionais e interpessoais, causando um certo isolamento em quem tem o problema. Felizmente, esse odor desagradável pode ser evitado, pois existem atitudes capazes de garantir e manter o hálito sempre fresco.


Veja a seguir quais são as principais causas da halitose.


1. Sujeira na língua

A halitose lingual é provocada pelo excesso de bactérias e resíduos de alimentos na língua, deixando sua superfície com uma cor amarelada, esbranquiçada ou até marrom.


O que fazer

Ao higienizar a língua, muitas pessoas conseguem um hálito puro instantaneamente. Após escovar os dentes e passar o fio dental, use um limpador de língua — encontrado em farmácias ou pela internet.

Basta pressioná-lo por toda a superfície da língua, de dentro para fora, para eliminar toda a sujeira. Se você não tiver esse aparelho, passe a escova no mesmo sentido, após a escovação. Por fim, utilize um enxaguante bucal.


2. Problemas bucais

Placa bacteriana, cárie, gengivite e periodontite também são umas das principais causas do mau hálito, pois o acúmulo de bactérias na boca é enorme. E esses microrganismos exalam cheiro característico que provocam o desenvolvimento da halitose.


O que fazer

Visite o seu dentista regularmente para fazer uma avaliação. No consultório, ele vai diagnosticar e tratar cada um desses problemas. Além disso, vale reforçar que é fundamental escovar muito bem os dentes, a língua, a gengiva, o palato (céu da boca) e o interior das bochechas para evitar a proliferação da placa bacteriana.


3. Jejum prolongado

É normal ficar com halitose depois de ficar cerca de 4 ou 5 horas sem comer ou beber nada. É por isso, também, que esse odor está sempre presente ao despertar pela manhã. Isso ocorre porque a produção de saliva — que é útil para manter a boca limpa e digerir alimentos — é reduzida durante o sono.


O que fazer

Evite ficar sem se alimentar por muito tempo durante o dia. Caso o jejum seja necessário, tome pequenos goles de água ou chá para estimular a salivação. Mascar folhas aromáticas (erva-doce, hortelã, menta) é uma solução bastante eficaz nesse caso.


4. Comer alimentos odoríferos em excesso

Determinados alimentos provocam o mau hálito, como é o caso da alcachofra, brócolis, couve-flor e couve galega. Esses vegetais aumentam a produção de enxofre durante a digestão, fazendo com que esse gás seja expelido pela boca. Além disso, existem outras comidas, como alho, azeitona, cebola, peixe e picles que causam halitose pelo simples fato de mastigá-los. Isso porque eles têm um cheiro muito acentuado que pode durar por horas.


O que fazer

Evite o consumo excessivo desses alimentos, além de sempre higienizar a boca após comê-los.


Agora que você já conhece as principais causas do mau hálito, basta colocar as recomendações mencionadas em prática. Assim, o seu sorriso fica ainda mais atraente, afinal, um hálito fresco demonstra que você preza pela sua saúde bucal.


Se você gostou deste conteúdo, siga nossas redes sociais para acompanhar nossas novidades sobre saúde bucal. Estamos no Facebook e no Instagram.

MARQUE SUA AVALIAÇÃO AGORA

VITÓRIA

SERRA

Ligue para o IOS!

Quer dicas da Dra. Marlei para manter sua saúde em dia? Assine nossa newsletter:

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Instagram Branco